Cirurgias ginecológicas, uroginecológicas e de reconstrução pélvica

Dr. Carlos realiza cirurgias ginecológicas,  uroginecológicas e  de reconstrução pélvica por via abdominal e vaginal. O Dr. Carlos não realiza cirurgias laparoscópicas, se a cirurgia laparoscópica for a melhor solução para o seu problema ele indicará um cirurgião  especializado  em cirurgias deste tipo.

Vejamos a seguir as doenças na área ginecológica e uroginecológica e seus respectivos tratamentos.

Histerectomia (retirada do útero)
A histerectomia é uma das cirurgias mais comuns no  mundo. A indicação (motivo) principal é hemorragia que não se conseguiu  controlar  com medicamentos. A hemorragia quase sempre é causada pela presença de miomas, que são tumores benignos  da parte muscular do útero.  É importante ressaltar que miomas que não causam sintomas não precisam ser retirados. Ou seja, a simples existência do mioma não é motivo para cirurgia. Miomas quase nunca são malignos  e retirá-los  para prevenir câncer não é correto. Em geral miomas grandes são mais sintomáticos, mas dependendo da localização,miomas pequenos  também podem causar hemorragia.  O prolapso uterino (útero caído) também pode ser motivo para a histerectomia.

Tipos de histerectomia:  a histerectomia pode ser por via abdominal (semelhante a uma cesárea) em geral para úteros muito grandes. Por via laparoscópica ou por via vaginal. Estas últimas alternativas  são as que promovem uma recuperação pós operatória mais fácil, com menos dor e desconforto.


Miomectomia
A miomectomia é a retirada do(s) mioma(s) sem retirar o útero, está indicada quando os miomas causam sintomas e deseja-se manter a fertilidade.


Cirurgia para prolapso uterovaginal  (útero caído) e prolapso vaginal (vagina caída)

O prolapso uterovaginal é a queda do útero que se exterioriza  em maior ou menor grau. A cirurgia para correção  em geral consiste na retirada do útero e fixação da cúpula da vagina  em alguma estrutura da pelve,  esta fixação pode necessitar de telas especiais ou ser feita apenas com suturas simples. O prolapso vaginal ocorre após histerectomia e a cirurgia para correção é semelhante à descrita para correção de prolapso uterino.


Correção  de incontinência urinária, bexiga caída e perineoplastia
A incontinência urinária (IU) atinge uma grande proporção das mulheres, estima-se que 40 a 50% das mulheres acima de 60 anos podem sofrer de IU. Mulheres mais jovens também podem apresentar IU.  O diagnóstico correto do tipo de IU é muito importante para  planejar o tratamento.  Além do exame ginecológico, a avaliação de fatores associados como doenças neurológicas, diabete, uso de medicamentos  e outros,  o estudo urodinâmico é fundamental para avaliação correta do problema. O estudo urodinâmico é um exame especial que avalia a capacidade da bexiga, a presença ou ausência de contrações anormais do músculo da bexiga e grau de fraqueza dos mecanismos de continência.  De acordo com esta avaliação é possível indicar o tratamento com medicamentos, fisioterapia uroginecológica ou cirurgia. A cirurgia atualmente é feita na maioria das vezes com uso de próteses sintéticas (tela de material plástico especial) o que torna a cirurgia mais eficaz e menos invasiva, oferecendo uma recuperação mais fácil e menos falhas, esta cirurgia é chamada "sling"  (tipóia) e ficou conhecida como "cirurgia da telinha". Se além da IU houver bexiga caída e/ou frouxidão da vagina  a cirurgia para colocar a bexiga no lugar e a perineoplastia (correção da frouxidão vaginal) podem ser feitas  ao mesmo tempo.


Laqueadura de trompas
A laqueadura ou ligadura de trompas  consiste em amarrar e retirar um segmento das trompas de falópio como forma de esterilização definitiva, está indicada para mulheres que  não pretendem ter mais filhos.  A laqueadura de trompas pode ser feita por via abdominal (semelhante a uma cesárea, mas com um corte bem menor), por via umbilical  (pequena incisão  no umbigo) imediatamente após um parto normal, por via laparoscópica e por via vaginal.


Ninfoplastia ou plástica de pequenos lábios
A ninfoplastia é realizada quando os lábios menores são muito  grandes ou assimétricos causando problemas estéticos  ou desconforto para realizar atividades físicas como andar de bicicleta.

.

Notícias

1) Entrevista com Gisele Bündchen Detalhes do Parto Normal em Casa
saiba mais...

2) Programa Mais Você – Ana Maria Braga – Parto na Água
saiba mais...

3) Parto Humanizado
Redução da Mortalidade Materna
saiba mais...

4) Banheira D'água
Dr. Carlos Miner é um dos poucos
a realizar parto aquático...

saiba mais...

Outras notícias